Obras

Obras > Vivo
1976

Minhas apresentações ao vivo passaram a fazer sucesso. Com produção de Guto Graça Mello, registramos o show “Vou Danado pra Catende”, durante temporada de dois meses no Teatro Tereza Rachel, no Rio. Gravamos com dois microfones, um amarrado no outro. Um voltado para os músicos, outro para a platéia. Eu me vestia de homem-sanduíche e, ao lado de Zé da Flauta, saía pelas ruas divulgando o show. “Sol e chuva”, “Punhal de Prata”, “Pontos Cardeais”, “Papagaio do Futuro”, além de uma parceria com Geraldo Azevedo, “Edipiana”, estão no repertório.

Ficha Técnica

Coordenação Geral: João Araújo
Direção de Produção:
Guto Graça Mello
Montagem: João Mello
Técnicos de Gravação:
Deraldo, Célio e Luiz Paulo
Arranjos:
Alceu Valença
Fotos:
Mário Luiz Thompson
Capa:
Mauro Luiz e Alceu Valença com a colaboração da Cuca
Arte:
Mário Luiz e Flávio Thompson
Produção do Show:
Benil Santos, Wellington Luiz Carlos Fernando e Sigla
Flauta:
Zé da Flauta
Guitarra:
Paulo Lampião Rafael Ukulêle, Viola de 10 e 12
Cordas: Zé Ramalho da Paraíba
Bateria e Percussão: Israel
Percussão: Agrício Noya
Baixo: Dicinho
Viola e Violinha: Alceu Valença

Gravado ao Vivo no Teatro Tereza Rachel durante a realização do show “Vou Danado Pra Catende” de Alceu Valença.
Nas Faixas “Edipiana Nº 1” e “Papagaio do Futuro” Participação Especial de Zé Ramalho da Paraíba.