Obras

Obras > Maracatus, Batuques e Ladeiras
1994

6. Maracajá

A doce bailarina e seu vestido azul
Que habita um velho sonho que eu
Sonho acordado
Dançando ao som do baque do Maracatu
Seria o ‘anjo torto’ do poeta Carlos?

Anjo Azul na noite
Dançando no baque do Maracatu
Anjo azul na noite
Do baque virado do Maracatu

Anjo Azul na noite
Dançando no baque do Maracatu
Anjo azul na noite
Do baque virado do Maracatu

A doce bailarina e seu vestido azul
De boca sensual e sorriso escancarado
Seria bela Inês, la belle de jour?
Quem sabe o ‘anjo torto’ do poeta Carlos?

Anjo Azul na noite
Dançando no baque do Maracatu
Anjo azul na noite
Do baque virado do Maracatu

Anjo Azul na noite
Dançando no baque do Maracatu
Anjo azul na noite
Me leve pra beira do mar
Ah! quero te namorar
Ah, quero te namorar
Ah, gata maracajá