Obras

Obras > Amigo da Arte
2014

4. O Homem da Meia Noite

Deu meia noite
São doze em ponto
Deu meia noite na noite
São doze em ponto
E a lua cheia clareia os Quatro Cantos
E a lua cheia clareia os Quatro Cantos
Pra ver quem vem passar
Descendo a ladeira
Pra ver quem vem passar
Fervendo a chaleira
É o Homem da Meia Noite que vem
Vestindo fraque colete
Gigantes pernas de pau
Dançando na multidão
Com riso de manequim
Com riso de manequim
Mamãe querendo enganar