Obras

Obras > Andar, Andar
1990

3. Recado Falado (Metrô da Saudade)

Haverá sempre entre nós
Esse digo não digo
Esse T de tensão
Esse A de amor ressentido

Qualquer coisa no ar
Esse desassossego

Um recado falado
Um bilhete guardado, um segredo
Um carinho no lábio
Um desejo travado, um azedo

Qualquer coisa no ar
Esse desassossego

No Metrô da Saudade
Seremos fiéis passageiros
Um agosto molhado
Um dezembro passado em janeiro

Qualquer coisa no ar
Esse desassossego

Cessará finalmente entre nós
Esse minto não minto
Esse I de ilusão
Esse T de tensão infinito

Qualquer coisa no ar
Esse desassossego