Obras

Obras > Ciranda Mourisca
2008

3. Amor Que Vai

Amor que vai, amor que vem
Amor foge e vai embora
Amor que leva seus teréns
Pra não termotivo de voltar
Amor que vai
Num cavalo alado chamado brisa
Amor que vem
Num galope rasgado na beira-mar
Amor maltrata, deseja
Amor comendo a maçã
Amor é pura incerteza
O que será amanhã?