Obras

Obras > Molhado de Suor
1974

2. Borboleta

Ela é uma borboleta
Pequenina e feiticeira
Anda no meio da noite
Procurando quem lhe queira

Minha camisa
Foi manchada de vermelho
Tem um beijo desbotado
De batom ou de carmim

E a feiticeira
Tem a boca encarnada
E um beijo e uma dentada
Sempre guardados pra mim

Eu procuro a borboleta
Feiticeira, descarada
Pelo batom na camisa
Pela marca da dentada