Obras

Obras > Forró de Todos os Tempos
1998

12. Cantiga Do Sapo

É assim que o sapo canta na lagoa
Sua toada improvisada em dez pés.
(repete)

Tião – Oi!
Fosse? – Fui!
Comprasse? – Comprei!
Pagasse? – Paguei!
Me diz quanto foi! – Foi 500 réis!
(coro repete)

É tão gostoso morar lá na roça
Numa palhoça perto da beira do rio
Quando a chuva cai o sapo fica contente
Que até alegra a gente com seu desafio.
(coro repete)

Tião – Oi!
Fosse? – Fui!
Comprasse? – Comprei!
Pagasse? – Paguei!
Me diz quanto foi! – Foi 500 réis!
(coro repete)